VII Seminário da Consciência Negra

O VII Seminário da Consciência Negra do IESF acontecerá nos dias 07 e 08 de novembro, abordará o tema Arte Urbana: a representação do negro na arte do graffiti e discutirá sobre o processo de crescimento desigual, contraditório e excludente das cidades modernas, que fez a arte surgir nas ruas representando a insatisfação e a necessidade de um espaço de manifestação artística e social, em um movimento no qual, artistas urbanos se unem em defesa da liberdade de expressão.

O graffiti é a denominação dada às inscrições urbanas desde a antiguidade, mas surgiu com mais forma na década de 1960 e sempre esteve vinculado a movimentos de afirmação identitária, manifestações políticas ou sociais. Nos anos 80 o hip-hop chegou ao cenário brasileiro das periferias e trouxe consigo a mobilização de jovens para a transformação social, onde a desigualdade social e o racismo eram enfrentados por meio dessa cultura que se sustenta no engajamento social por meio da música, do graffiti e de ONGs criadas pelo movimento. Essas alternativas de intervenção nas cidades também revelam imagens cotidianas sob óticas diferentes em contraposição das que nos condicionamos a enxergar no dia a dia, pois o grafite se apropria de elementos cotidianos e experiências e vivências para compor sua estética (FURTADO, 2012).

Dessa forma, o VII Seminário da Consciência Negra  terá palestras que abordarão a temática da arte urbana, oficinas de graffiti e atividade cultural.

As inscrições para o evento iniciarão na quinta-feira, 18 de outubro, na área de convivência no Prédio Sede.